Pular para o conteúdo
Voltar

Discussão sobre protagonismo da mulher atrai centenas de servidores

Mulheres líderes ocupam 55% dos cargos de confiança e comissionados no Governo
Lorena Bruschi | Seges-MT

- Foto por: Christiano Antonucci - Gcom-MT
A | A

 

O Dia Internacional da Mulher foi comemorado pelo Governo de Mato Grosso com o evento “Maravilha de Mulher”, uma tarde de discussão sobre o empoderamento profissional feminino com mulheres que ocupam cargos estratégicos no Estado. Realizado pela Secretaria de Estado de Gestão (Seges), neste dia 08 de março, o evento fez parte da programação de aniversário de 10 anos da Superintendência da Escola de Governo, realizado no Salão Nobre Cloves Vettorato, em Cuiabá.

Para o governador de Mato Grosso, Pedro Taques, a importância da data vai além de celebrar as conquistas femininas ao longo do tempo, e que muito ainda tem que ser feito para fomentar a liberdade - capacidade de escolher o seu destino. Ele cita ainda que o governo tem contribuído para que as mulheres tenham seu espaço nos cargos de comando, alcançando o protagonismo dentro do serviço público.

“O preconceito está fora do nosso governo. Temos procurado fazer com que a mulher saia, possa ser vista, sem preconceito, sem coação moral, sem coação profissional, ou qualquer forma de discriminação, sempre com a manutenção da dignidade”, explica Taques.

Conforme o secretario de Estado de Gestão, Júlio Modesto, atualmente 42.229 mulheres ocupam as vagas no servidorismo público no executivo estadual, o que representa 57% do quadro total. Elas já são maioria também nos cargos comissionados ou de confiança, ocupando 55% do total.

“É um dia para colocar o tema de forma diferente dos anos anteriores, falando sobre a participação da mulher como liderança no poder executivo e na sociedade. Trouxemos pessoas que representam as mulheres em cargos de liderança, e todas que se empenham e mostram seu trabalho. Nada mais justo que homenageá-las neste dia’’, afirma Modesto.

Talk Show

A programação contou com o Talk Show sobre “A participação da mulher em cargos estratégicos”, mediado pela secretária Executiva de Gestão da Seges, Adriana Araújo Feitosa. Ela ressaltou que discutir os desafios da mulher é essencial para ajudar na superá-los.



“Sem dúvidas o principal desafio é conciliar os cuidados com a família, e a de dedicação ao trabalho. Temos mostrado com nossos exemplos que é possível superar as adversidades e ascender não só no serviço público, que tem na sua essência a igualdade tanto de salários mas como no ingresso por concurso, mas iniciativa privada”.  

Entre as convidadas para a discussão está a procuradora Geral do Estado, Gabriela Novis Neves Pereira Lima. Ela conta que são raríssimas as mulheres procuradoras Gerais de Estado, sendo apenas três no país, e acredita que as mulheres estão cada vez mais empoderadas e aptas a ocuparem cargos de destaque em qualquer área.

“O povo, ao escolher o governador, dá uma procuração a ele. E ele, passa essa procuração ao Procurador Geral do Estado. Então ele está confiando em uma mulher, e isso é muito importante e muito simbólico para nós. Se as mulheres deixarem o medo de lado é possível os espaços estão ai para serem ocupados. É importante que as mulheres participem da vida pública, da vida política, vamos construir um mundo melhor”, sugere.

A Comandante do 1° Batalhão Bombeiro Militar, Tenente Coronel Luciana Bragança Brandão da Silva também participou do Talk Show e levou para o debate os desafios de ser uma comandante mulher em uma corporação em que a maioria dos colegas é homem. Ela faz parte da primeira turma de inclusão de mulheres no Corpo de Bombeiros, e completa 17 anos de instituição.

“É importante a gente entender que o respeito tem que ser reciproco, não só para as mulheres como para os homens. Temos que reconhecer a evolução, que as mulheres estamos tendo boas oportunidades, e que temos que aproveitar ao máximo esses momentos de discussão”, conta.

O debate também recebeu no palco a secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Mônica Camolezi dos Santos Melo; diretora Presidente do MT PAR, Maria Stella Lopes Okajima Conselvan; diretora Presidente da AGEM Tânia Matos. Além de uma segunda mesa discussão sobre “Os papéis da mulher servidora”, mediado pela secretária adjunta de Patrimônio e Serviços da Seges, Divanete Dias da Silva, com as convidadas Tenente Coronel da Polícia Militar, Grasielle Paes Silva Bugalho; servidora da Secretaria de Estado de Planejamento, Sandra Maria Marques Fontes; e servidora da Secretaria de Educação, Julieta dos Santos Ribeiro Nunes Domingues. 

Também animou a tarde a apresentação musical de voz e violão, com a servidora da Secretaria de Estado de Fazenda, Claudiane Dezoti, e a palestra “Vista-se de mulher maravilha”, com a servidora da Seges Tatiane Barbieri.

Escola de Governo

A superintendência foi criada por meio da Lei Complementar n°.310 de 10 de março de 2008, e comemora 10 anos de trajetória em que ocupa papel de destaque na capacitação e melhoria dos serviços prestados por todos os servidores estaduais.

O encerramento da programação será nesta sexta-feira (09), das 14h às 18h, na sede da Escola de Governo. Será abordada a trajetória da Escola de Governo lembrada pelos superintendentes dos últimos 10 anos, as expectativas e o futuro da Escola por servidores antigos e pelos que atuam no órgão atualmente.

A programação completa contou com uma oficina de Design Thinking que aconteceu na última segunda-feira (5), e a Oficina do Futuro: Educação Financeira, que capacitou 200 servidores nos dias 6 e 7 de março.